Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Navegar para Cima
C-TPAT Acordo (Custom - Trade Partnershipp Against Terrorism)

Em 1988, CSAV assinou um acordo voluntário Sea Carrier Initiative Agreement [Acordo de Iniciativa dos Transportadores Marítimos], com o Serviço da Alfândega dos Estados Unidos (atualmente chamado de Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos da América), mediante o qual estabeleceram procedimentos e medidas de segurança adicional em seus navios e cargas transportadas, para impedir o transporte de mercadorias ilegais em si.

A partir dessa data, a nossa Companhia tem mantido um compromisso permanente e consistente com a segurança, incentivando os nossos estimados clientes e fornecedores / prestadores de serviços da cadeia de transporte marítimo que adotem medidas de segurança e procedimentos complementares coerentes com os requeridos pela CSAV.

De acordo com as políticas estabelecidas e, após os lamentáveis acontecimentos ocorridos em 11 de setembro de 2001, a CSAV assina em julho de 2002 o Acordo C-TAPAT (Alfândega – Comércio Contra o Terrorismo), com o Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos da América (USCBP) para prevenir o tráfico de elementos utilizados com fins terroristas, na cadeia de transporte que tenha a cargo.

Além do acima exposto, como parte das normas internacionais vigentes em junho de 2004, todos os navios e terminais marítimos privados da CSAV, foram certificados com o ISPS (Código de Segurança de Instalações Portuárias e Navios).

Finalmente, em abril de 2005, todos os procedimentos de segurança da CSAV aplicados à sua cadeia logística de transporte marítimo são validadas conforme o previsto no C-TPAT pela USCBP, provando a sua coerência e eficácia.

No entanto, considerando-se que a cadeia logística começa quando os exportadores consolidam suas cargas e termina quando os produtos são entregues aos clientes finais, conforme previsto pelo C-TPAT, a CSAV favorece o relacionamento comercial com os clientes e prestadores de serviços que têm sistemas de segurança semelhantes aos da companhia.

Todo o acima exposto e considerando a absoluta convicção de que um sistema de segurança eficiente beneficia diretamente todas as partes envolvidas na cadeia de transporte, permite:

  • Reduzir o número de inspeções e atrasos de na entrega da carga nas fronteiras e portos de destino.
  • Aumentar a prevenção e controle de perdas no transporte de cargas (roubos).
  • Melhorar a prevenção do contrabando de itens (em cargas e navios) que são potencialmente perigosos e podem interromper (até mesmo por um período prolongado) o comércio marítimo.
  • Melhorar o rastreamento de carga durante o processo de transporte.

Para mais informações, por favor, entrar em contato com o escritório local do CSAV ou visite o seguinte site: www.cbp.gov  www.cbp.gov da USCBP.